Galeria

Educadores vs. Multimídia

Em muitas ocasiões esses dois atores aparecem como inimigos, e uma batalha, muitas vezes com espectadores, dá-se.

Infelizmente assim é o dia na sala de aula para muitos. O professor (ou professora) programa alguma atividade como os alunos, envolvendo algum recurso de multimídia e o que acontece? O computador não reconhece a mídia, o arquivo não abre, o som não funciona, a imagem não é projetada, a bateria do notebook acaba antes da hora etc., enfim, desperdiça-se um tempo considerável tentando resolver problemas aparentemente simples, resultantes, muitas vezes, da falta de conhecimento por parte dos educadores.

Nesse ínterim os alunos já se dispersaram, o tempo passou e o que havia sido programado já não pode mais ser concretizado. Quantas vezes já não passamos por situações como essas, seja como alunos ou como professores?

Para que evitemos inconvenientes em ocasiões como essas, seguem algumas dicas:

Gravando os arquivos

Grave em mídias distintas: procure salvar o(s) arquivo(s) em mais de um tipo de mídia, como pen drive, CD, DVD, HD externo, celular etc. Assim, caso alguma delas não abra, é possível acessar o(s) arquivo(s) em outra. Envia-lo(s) para algum e-mail também pode ser útil.

Tipos de arquivos: caso seja possível, salve o que será apresentado em diferentes tipos de arquivos (formatos, extensões), uma vez que pode não ser compatível com os equipamentos existentes na escola.

O que faz com que um arquivo abra ou não no computador, no reprodutor de áudio ou de vídeo etc., é, basicamente, a extensão na qual ele é gravado.

Seguem abaixo algumas das extensões mais utilizadas (normalmente, as extensões caracterizam-se por 3 ou 4 caracteres alfa-numéricos depois do nome do arquivo, precedidas de “.”, exemplo: arquivo.mp3):

  • Arquivos de audio: .mp3 .wav .ogg
  • Arquivos de vídeo: .mp4 .wmv .avi .asf .mpg .mov  .rmvb
  • Arquivos de Apresentação (slides): .ppt .pps .odp .pptx .ppsx .pdf
  • Imagens: .gif .jpg .png

Equipamentos

Reserve os equipamentos: há algumas escolas nas quais é necessário reservar os equipamentos que serão utilizados, outras, há salas específicas que também têm esquema de reserva. Assim, certifique-se de fazer isso com antecedência, afinal, nada mais desagradável que ter de interromper uma atividade por causa de uma imprevidência nossa.

Chegue com antecedência: quando possível, chegar alguns minutos antes do horário da aula para preparar os equipamentos, testá-los e solucionar possíveis problemas, tudo isso antes dos alunos chegarem. Assim, o tempo da aula será melhor aproveitado.

Cheque os equipamentos: certifique-se de que todos os cabos estão corretamente conectados (de energia, de som, da imagem etc.). Seguem algumas dicas:

  • O cabo HDMI liga áudio e vídeo através de um único cabo.
  • Quando um cabo de som tem duas saídas (uma vermelha e a outra branca) significa se tratar de um cabo de som estéreo.
  • Algumas vezes, os cabos e as entradas têm a mesma cor, o mesmo formato ou algum símbolo que determina suas funções. Fique atento nessas indicações para uma correta conexão.

Teste antes: é muito desagradável descobrir que algo não funciona no horário da aula, com a sala cheia. Por isso, teste tudo o que vai utilizar antes. Caso seja possível, faça-o dias antes, para que sejam feitos os ajustes necessários a tempo.

Atualize-se

A mais importante de todas as tarefas é, sem dúvida, nossa atualização quanto à informática. Devemos conhecer mais os recursos disponíveis para uso em sala de aula.

Antigamente, para nos atualizarmos nesse setor, só estavam disponíveis raros (e caros) cursos de informática. Hoje, no entanto, podemos participar de oficinas gratuitas, cursos on-line, vídeos-aula, revistas especializadas e, inclusive, cursos de informática, que já não são raros e tiveram seu preço popularizado nos últimos anos.

E se… tudo der errado?

Nada de desistir! Se tudo aquilo que preparamos (vídeos, slides, músicas etc.) der errado, devemos dar prosseguimento com a aula. Sabe o porquê? Porque aquilo de mais valioso e cuja tecnologia é a mais avançada de todas estará a nossa disposição – nosso intelecto.

Sim: os anos de estudo, as horas de dedicação, e as incontáveis obras estudadas para atingirmos o estágio no qual nos encontramos não foram em vão. Aquilo que sabemos é a única coisa que importa. Assim, computadores, projetores, lousas, cadernos etc. nada mais são que ferramentas auxiliares no processo de ensino-aprendisagem. As únicas “ferramentas” indispensáveis são os educadores e os educandos. Na presença dessas duas, mãos à obra e ótimo trabalho!

Anúncios

Um comentário em “Educadores vs. Multimídia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s