Galeria

Fazendo Geografia no Mercado Municipal de São Paulo – Sugestão de Estudo do Meio


Figura 1: Mercado Municipal (Autor: Ivan Z. Mota - 03/2011)

Breve histórico

Localizado à Rua da Cantareira, número 306 (ver figura 1), o Mercado Municipal, também conhecido popularmente como “Mercadão”, foi inaugurado em 1933, com o objetivo de fazer a ligação entre produtores e consumidores da região, funcionando como um importante entreposto comercial.

Sua localização era estratégica, uma vez que se localizava no antigo centro de São Paulo, muito próximo ao Rio Tamanduateí, região conhecida como Várzea do Carmo. Devido a essa localização, à princípio excelente para a circulação das mercadorias de fato ocorresse, o prédio sofreu com muitas enchentes (eventos naturais em uma área de várzea).

Inicialmente, a produção agrícola estava localizada próxima ao Mercado, todavia, com o intenso processo de urbanização, a região agrícola foi sendo cada vez mais afastada, espalhando-se pelos limites municipais e intermunicipais e gerando, consequentemente, algumas áreas de certa forma “especializadas” em determinados gêneros, como a região norte, onde se predomina, desde a década de 1860 a silvicultura (produção de Eucalipto); a região oeste (Cotia), tradicionalmente ocupada por horticultura de populações de origem nipônica; a região leste, cuja área abriga importante cinturão verde (Mogi das Cruzes, Salesópolis) etc.

Entretanto, com o aumento da produção agrícola, o espaço não era mais suficiente para atender às necessidades de comercialização-consumo da população, obrigando à instalação de outro espaço para dar suporte à demanda (Mercado Kinjo Yamato), especializado em hortifrúti.

Estrutura e funcionamento

Conrado Sorgenich

Figura 2: Vitrais de Conrado Sorgenich (Autor: Ivan Z. Mota - 03/2011)

O imponente prédio foi presenteado com vitrais confeccionados pelo russo Conrado Sorgenicht, os quais fazem alusão às diversas etapas pelas quais os gêneros agrícolas comercializados no Mercado passam, tal como podemos observar na figura 2.

A construção é dividia em subsolo, onde há um espaço para os funcionários, como vestiários, sanitários etc.; térreo, onde estão localizados os produtos do varejo e do atacado, bem como alguns restaurantes; e mezanino, no qual localizam-se alguns bares e restaurantes.

A parte térrea é dividida em ruas, as quais são nomeadas por uma letra, contendo boxes que, por sua vez, são identificados por números, exemplo: Z40 (Box número 40, localizado na rua Z). É bastante visível, que há uma certa regionalização do espaço, assim, determinadas áreas têm predominância na comercialização de frutas, outras de carne bovina e assim por diante.

boxes destinados ao comércio em atacado

Figura 3: Boxes destinados ao comércio em atacado (Autor: Ivan Z. Mota - 03/2011)

O Mercado funciona no varejo e no atacado, no seguintes horários:

Atacado: de segunda a sábado, das 22 às 6 horas.

Varejo: de segunda a sábado, das 6 às 18 horas e aos domingos e feriados, das 6 às 16 horas.

Visível, também, que os boxes destinados ao comércio em atacado, estão localizados em uma determinada área do prédio, próxima a um dos portões (figura 3).

Sugestão de Estudo do Meio

A visita ao Mercado Municipal pode ser um excelente estudo do meio para disciplinas como História e Geografia, podendo ser abordados temas como a circulação de gêneros agrícolas, o comércio alimentício, o turismo (há muitos turistas, de diferentes partes do país – e de até alguns países – que visitam diariamente do Mercado), as enchentes e suas consequências para a população e outros tantos temas da Geografia.

Na História, podemos observar a evolução e expansão do comércio na cidade de São Paulo, o contexto histórico da construção do Mercado etc.

Em Educação Artística, vários detalhes da arquitetura podem ser considerados, desde a estrutura do prédio até os lindos vitrais que compõe o ambiente, bem como o cenário ao redor do Mercadão.

Em Matemática, ainda, o lucro e o prejuízo dos comerciantes podem ser calculados, por meio de entrevistas e pesquisas de preços em diferentes barracas.

Enfim, um trabalho multidisciplinar pode ser desenvolvido sem maiores dificuldades, desde que haja esforço, dedicação e trabalho em equipe por parte dos docentes envolvidos, o que certamente exigirá tempo para preparação não somente do que será realizado no dia do Estudo do Meio, mas também, e sobretudo, das atividades pré e pós estudo do meio.

Anúncios

Um comentário em “Fazendo Geografia no Mercado Municipal de São Paulo – Sugestão de Estudo do Meio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s